Adestramento

Adestramento

42 Visualizações

Ao contrário do que muitos pensam, a presença de um adestrador não é estritamente necessária, e é ideal que o adestramento comece com o cão ainda filhote, pois é a fase da construção dos hábitos do animal.

Por outro lado, o cachorro precisa ter contato com todos os moradores da casa, para sempre reconhecê-los e respeitá-los. O que não se deve é bater no cão, prendê-lo a maior parte do tempo, deixá-lo sozinho, provocar o cão, ou gritar e se exaltar com ele.

DICAS DE ADESTRAMENTO

  • Segure um petisco na frente do focinho do cachorro. Para ele sentar, vá levantando a mão até que ele se canse de tentar pegar a comida e se sente. Para ele deitar, vá abaixando a mão até que ele fique deitadinho. Apenas dê o petisco se ele acertar o comando.
  • Para latir menos: latido em excesso é sinal de agitação. Crie atividades que consumam a energia do cão, como passeios ou uma garrafa de plástico cheia de petiscos e com furos que ele use para pescar a comida.
  • Como não pular nas pessoas: quando o cachorro pular, pise na coleira ou borrife água na direção do rosto dele (não dentro do focinho), o incômodo vai fazê-lo parar.
  • Para não roubar a comida da mesa: enrole uma ponta de fio de náilon em um prato na mesa e amarre a outra em uma lata cheia de moedas, no chão. Quando o cachorro atacar a comida, o barulho da lata o assustará e isso irá evitar outras investidas.
  • Para parar de “encoxar” as pessoas: esse é um dos comportamentos mais desagradáveis – e constrangedores – que os cães podem ter, e a solução para eles é bronca. Não pode ser da pessoa que está sendo encochada, pois o cão pode ficar agressivo. Se outra pessoa o recriminar, ele entenderá que fez algo errado.
  • O ideal é que todos os membros da casa participem do adestramento para dar tudo certo!

Boa sorte!

Fonte: www.cachorrogato.com.br